CATEGORIAS

Compre por Tamanho

Compre por Marca

História do Stencil

Veja Mais
Fechar

A pintura com Stencil é uma técnica que utiliza um molde (que pode ser de acetato, plástico, papel e até placa de metal) vazado no formato de desenhos, ilustrações, números, letras, símbolos e etc, para a realização de pintura em qualquer lugar que o artista desejar (tecido, madeira, tela, papel, etc). A tinta passa através dos recortes ou perfurações do Stencil, preenchendo os espaços vazios, formando assim o desenho do Stencil.



O uso da técnica com Stencil vem desde a pré-história, na chamada "Pintura Rupestre" ou "Arte Rupestre", datada no Período Paleolítico Superior (40.000 a.C.). Ao lado de silhuetas de figuras humanas e de animais, foram produzidas silhuetas de mãos. Colocando a tintas ao redor das mãos, criavam uma impressão invertida da mesma.

Arte Rupestre (40.000 a.C.)


Há relatos de que os egípcios recorriam aos Stencils feitos de papiros e couro para retratar seus hieroglifos (quando estes não eram esculpidos) nos interiores das pirâmides.


Os chineses também usaram essa técnica, decorando e ornamentando seus templos com a figura de Buda cortada em stencil de papel.

Os japoneses, por volta do século XIII, empregaram essa técnica em seus kimonos (de seda, algodão, linha, lã e outros tecidos), dando origem ao "bingata" - um estilo de pintura em tecido - por meio do surgimento do "katazome" (técnica que utiliza moldes de papel encerados com o desenho recortado, sobre o qual era aplicado uma pasta de arroz). Desta prática milenar surgiu o silk-screen, muito utilizado atualmente.

Figura de Bingata
Imagem de Katazome

A partir de 1450, a técnica se estendeu pela Europa, sendo amplamente utilizada da decoração de igrejas, pisos, móvies, paredes, além de ser empregada na produção de impressos em larga escala, como o caso dos baralhos em que o Stencil era usado somente para colorir preenchimentos, as linhas e contornos eram realizadas com outras técnicas como xilogravura e litografia.

Cartas de baralho Antigo

Durante a Segunda Guerra Mundial, começou a ser utilizado em intervenções urbanas como forma de propaganda de guerra e também como forma de impressão nos uniformes e material de guerra. Por ser uma técnica extremamente simples de ser feita, atualmente o Stencil é muito utilizado em trabalhos artesanais e até nas artes de rua, como por exemplo, o grafite.



Fontes: The Art Sesc, BlogSpot, SlideShare, Foto Katazome, Foto Arte Rupestre.

Como usar Stencil

Veja Mais
Fechar

O uso do stencil é uma técnica muito fácil e prática, que faz com que seus trabalhos passem de simples à um trabalho lindo, cheio de detalhes e com o valor agregado muito maior!



Para usar o stencil basta colocar ele sobre a superfície a ser pintada e aplicar a tinta, resina ou texturas sobre as suas partes vazadas!


Em alguns casos, é de maior ajuda prender o stencil ao lugar a ser pintado com colas, esparadrapo e outros, para que assim o stencil não se mova enquanto estiver pintando e assim não borrar o seu desenho.


Quando for usar o stencil, deve-se saber aonde e qual o tamanho da área a ser pintada, pois para cada lugar e tamanho, pode ser usado um instrumento diferente, como pincéis, rolos e rolinhos, batedores de espuma e espátulas. Veja abaixo como usá-los:


É comum utilizar rolinhos de pintura em pinturas em MDF
Podemos também fazer aplicações de resinas ou texturas com rolos específicos
Esses são alguns modelos de pincéis mais utilizado para pinturas em tecido
As espátulas são utilizadas para aplicar resinas e texturas, dando relevo ao trabalho
Esses são alguns modelos de batedores e tamanhos que podem ser utilizados com stencil



Agora é com você, crie, invente, pinte faça sua marca em seus trabalhos!


Newsletter

Aguarde... Load